Extrato …

julho 31, 2010

Eu fico andando por ai, vendo e ouvindo as coisas, e fica acumulando um monte de idéia na minha cabeça! A vontade de escrever é imensa, quase incontrolável, mas nunca sai nada que preste. Nunca uma frase inteira com sentido, ou pelo menos nao o sentido que eu queria que a frase tivesse! Eis que hoje eu encontrei um blog, no meio do nada de uma pessoa que eu conheci ao acaso na construção de 100 casas. Talvez ela tenha passado pelo meu caminho apenas pra eu conhecer o blog dela e ter coragem de vir aqui e escrever esse texto. Talvez. Talvez seja algo mais, que outra hora eu conto, pra vocês e pra ela também! O que aconteceu, afinal, é que lendo o blog dela – que ela chama de “extrato de [nome]” – eu fiquei com vontade de descrever meu extrato tambem. Expremer o que há lá no fundo e sentir o gosto que o fundo tem!

Hoje eu sou uma amiga desnaturada, que deixou a casa onde morava com mais dois amigos-irmãos e só voltou umas duas ou três vezes, de passagem, pra um “oi” rápido. Hoje sou uma funcionária normal de uma agência de publicidade, que tira férias e tem um bom relacionamento com seus colegas de trabalho. Hoje eu sou a filha única que nunca fui, com direito a manha e colinho da mamãe. Hoje sou mais uma na corrida pelo vestibular. Hoje sou a irmã mais velha que segura a mão na hora de dormir. Sou a madrinha que não faz nada de especial, mas é amada por alguma coisa oculta. Hoje eu sou uma cabeça dura que não acredita mais em romance, história de amor bonito, nem em casais que deram certo. Sou esse coração gelado que dá risada de quem conta que encontrou alguém (mais uma piada). Hoje sou essa pele cheia de hematomas da última construção, marteladas e arranhões. Sou voluntária do Um Teto Para meu País, e nunca me senti tão completa. Hoje sou a pessoa que passa confiança pra quem está ao meu redor e não sabe nem que roupa vestir pra ir a padaria. Sou a ex namorada mais bunda mole do mundo, não sei ignorar e nem sei mandar você virar homem e ir se virar sozinho. Hoje sou a vontade de fazer meu quarto ficar coloridinho e gostosinho em dois segundos. Sou quem quer fazer tudo a mão, dobraduras e papel de presente pra todos os lados. Hoje sou a saudade do meu pai latejando em meus olhos. Sou a vontade de abraça-lo e andar de mãos dadas com ele. Hoje sou a menina com sindrome de Peter Pan, eterna sininho, que nao quer crescer. Sou tambem quem tira da bolsa a maquiagem e surpreende a todos com o ar de mulher. Hoje sou quem quer tirar o sono de quem ta me tirando, invadir os sonhos de quem ta invadindo os meus. Sou essa que quer se render aos encantos da vida e dar risada de si mesma. Sou essa que faz figas em todas as esquinas pra encontrar alguém com quem dividir todo esse extrato extraido bem lá do fundo!

“É de se entregar a sorte e todo mundo vai saber” [Marcelo Camelo – Mais Tarde]

Anúncios

Uma resposta to “Extrato …”

  1. Giuli said

    “Expremer o que há lá no fundo e sentir o gosto que o fundo tem!”

    Bela frase. E nada melhor que escrever para sentir o gosto desse fundo, seja doce ou amargo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: