A esperança equilibrista …

novembro 16, 2009

.

Já fui mais sensata sim, fui sensata até demais. Acho que por isso joguei a sensatez fora, e hoje vivo na corda bamba, saltitando com meu guarda-chuva colorido. A esperança equilibrista. Sei que um dia, distraída nas minhas andanças, hei de cair. E quando isso acontecer, eu ficarei sem graça, pegarei meu guarda-chuva e meu lenço de secar lágrimas, e sairei cantando baixinho qualquer música que faça algum sentido pra mim: “Vai chover, de novo deu na TV”. Subirei cada degrau cantando baixinho, com o pensamento longe, tentando me recompor, pra chegar no topo refeita, mais bonita, mais alegre e uma pessoa melhor, com cicatrizes de quem já caiu e conseguiu se reerguer. Ao chegar la em cima, continuarei meu número, e todos vão se levantar e aplaudir a equilibrista que com tropeços, lágrimas e sorrisos fez tudo valer a pena, e não deixou de sentir cada momento intensamente, sendo ele bom ou ruim!

.

Uma resposta to “A esperança equilibrista …”

  1. (...) said

    A esperança…
    “O dia que o homem perder a capacidade de ter esperança, pode apagar o arco-íris.” – Mário Lago.
    O dia que você cair, eu estarei ao seu lado para te levantar.
    O dia que você chorar eu… seco tuas lágrimas com o calor do meu coração.
    E eu prometo ficar em silêncio.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: