“Canta pra subir, Thay”

março 4, 2009

Essa frase veio hoje de manhã quando a mulher que eu mais admiro no meu trabalho chegou, me dizendo que eu estava com cara de apaixonada que estava sofrendo, e ai soltou: “Canta pra subir, Thay.”. A Karina, é uma mulher incrível. Ex dançarina, carioca (melhor quesito!), linda e (acreditem!) tem a bunda BEM maior que a minha! Desde a primeira vez que a vi senti aquela coisa boa vindo sabe? Ela nem imagina que eu penso e sinto tudo isso em relação à ela. Enfim,  com toda essa admiração platônica, qualquer virgula que ela me falar, eu vou levar em consideração!

Mas acontece que eu não estava pensando em nada triste quando ela falou isso, mas a frase veio a calhar no assunto que estava em pauta na minha cabeça: os meus ACHADOS recentes!

Quinta-feira (19h Às 21h30): O primeiro deles veio lá em meados de setembro/08, com o Pedro e a Helena, e foi o Sesc Paulista. Sendo mais especifica: a comedoria do Sesc Paulista. Começamos a frenquentar lá sem mais nem porque. Queriámos um cantinho tranquilo pra conversar e já estavamos cansados da – super hiper mega blaster – Livraria Cultura, que de tranquila não tem nada. Acontece que um belo dia chegamos lá e achamos bem estranho em plena quarta feira ter que pegar ingresso. Era isso: tava rolando uma apresentação de chorinho e bossa na comedoria. E ai descobrimos que esse projeto iria permanecer um tempão lá, e de quinta-feira rolava uma apresentação de jazz. O resto da história é balela: começamos a frequentar SEMPRE! Com o tempo o jazz foi ficando mais a nossa cara, e “abandonamos” a quarta feira (que não deixa de ser um luxo – pra terceira idade!). O Sesc ta bombando, agora tem fila de espera pra entrar na comedoria, o lugar ferve e vira uma grande festa. Nao temos mais o nosso cantinho tranquilo, mas em compensação ganhamos uma noite agradabilissima em plena quinta-feira. Um happy hour MAIS QUE BEM VINDO!

Quarta-feira (23h às … ): Depois veio o Milo. Em plena quarta-feira minha irmã me arrastando pra uma balada de rock (não gosto), só podia ser furada! Chegamos e o lugar estava vazio, só moscas. Resolvemos ir tomar cerveja, fazer um esquenta, sabem como é? Quando voltamos a fila estava E-N-O-R-M-E-! E só conseguimos entrar pra la da 1h30 da manhã! =§ Euestavabembrava! Acontece que depois que entrei tudo mudou. O clima, as músicas, as pessoas … tudo muito bom! Dancei até as 4h e pouco da manhã, as músicas eram muito boas! E ai ficou a vontade de MAIS!

Quinta-feira (23h às …): “Tem uma casa com cortina vermelha e umas lâmpadas em volta da porta, será que é lá?” – ” Não, isso deve ser um puteiro.” – “Pior que é la mesmo”. BEM VINDOS AO NEO! Se fala “nói”. Uma casa normal transformada em “casa para amigos”, com uma pequena pista na sala e um quintal imenso pra beber, olhar pro céu, jogar conversa fora, e o que mais você quiser fazer. O acompanhante dessa vez foi o Dan – amigo querido que NUNCA tinha tomado uma cerveja comigo, mas quebramos isso aquele dia – e eu não sabia que o menino gostava tanto de dançar. Foi bom demais. No fim só tinha nós dois e o DJ na pista. A música é muito boa, só artistas brasileiros e o DJ manda MUITO BEM! Dá pra juntar o últil ao agradável: fazer um esquenta no jazz do Sesc e ir pro Neo! Acho digno!

Domingo (23h às … ): Imagina tudo junto num lugar só: É LÁ! Conheci o Gambiarra no domingo de carnaval, data mais propicia né? Foi amor a primeira vista. Eu e meu companheiro minha companhia, meu poeta não paramos de dançar um minuto excetos pit stops pra XIXI, cerveja e água. TODAS as músicas eram boas, inclusive as que eu não conhecia. Muita gente simpática, MUITAAA gente bêbada, muito gay, muito ator, dançarino e gente ligada a arte. Sai de lá 6h30 da manhã e queria mais, o dia inteiro se possivel. Todo domingo tem e os próximos dois domingos eu estarei lá =)

“Ainda não acabou, não. Vem cá, vem, veeem …” [Ratinho do Castelo Ra-Tim-Bum falando pra toalha de banho]

Terça-feira (21h às ?): Aconteceu uma vez só e foi ontem. Recebi o flyer pela Paty. O projeto chama C.U.R.T.A (Cinema Urbano Reservado em Tonéis de Aguardente). “CINEMA PRA BEBER+MÚSICA PRA ASSITIR+CACHAÇA PRA DANÇAR”. Eu não estava esperando nada desse projeto e ele veio todo carismático se apresentar. Quer dizer a primeira impressão do lugar foi: castelo mal assombrado na noite do terror do Playcenter, o lugar mais assustador que eu ja vi na vida! (Alguém me leva de carro da próxima vez?). Mas o projeto é super legal, super bem bolado e não dava pra ficar mais a vontade em nenhum outro lugar! Os curtas foram bacanas. Pena que tive que ir embora logo, virei apenas uma cachaça da boa! e tomamos o nosso rumo. No próximo eu estarei e só sairei de lá com o pé quebrado! =)

dance

Acho que agora acabou! Por enquanto … estou nessa de descobrir novas coisas, que sejam legais, diferentes e baratas … to aceitando dicas culturais e convites (que eu posso não aceitar, lógico)!

 Todas essas “festas” farão parte da programação de aniversário, mas ai já é outra história que eu conto num outro post! =)

 

 [Ilustração http://suedias.blogspot.com/]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: